sexta-feira, junho 17, 2005

Pav. Atlântico - 8 de Fevereiro de 2006

domingo, junho 05, 2005

Dia Mundial do Ambiente



PIXIES
Monkey Gone To Heaven (1989)

There was a guy
An underwater guy who controlled the sea
Got killed by ten million pounds of sludge
From New York and New Jersey

This monkey's gone to heaven (x4)

The creature in the sky
Got sucked in a hole
Now there's a hole in the sky
And the ground's not cold
And if the ground's not cold
Everything is gonna burn
We'll all take turns
I'll get mine, too

This monkey's gone to heaven (x4)

Rock me Joe

If man is 5 (x3)
Then the devil is 6 (x4)
And if the devil is six
Then god is 7 (x3)

This monkey's gone to heaven (x4)

quinta-feira, junho 02, 2005

TONY HADLEY (45)



Se me perguntassem os nomes dos cinco melhores cantores dos anos 80, talvez levasse algum tempo a escolher, mas Tony Hadley teria lugar cativo entre os eleitos. Não há volta a dar: o ex-vocalista dos Spandau Ballet canta "pró mundial", como se diz aqui na minha rua.

Tony Hadley completa hoje 45 anos. Fundou os Spandau Ballet em 1978, com Martin Kemp, Gary Kemp, John Keeble e Steve Norman. Durante a década de 80, lideraram a pop mundial na sua vertente "new romantic", tendo "apenas" como grandes rivais uns tais de Duran Duran... (isto para falar de bandas com mais de 3 elementos).


O cabeleireiro destes gajos é um show!

Em 1990, os Spandau Ballet "eram" e Tony Hadley seguiu o seu caminho a solo, mas sem nunca atingir o sucesso da ex-banda. Começou por gravar The State Of Play, em 1992. Fundou a sua própria empresa discográfica e lançou o single Build Me Up (1986). Em 1997 lançou um álbum homónimo que mistura versões e originais. Entre as versões encontram-se Save A Prayer (Duran Duran), Wonderful Life (Black), Slave To Love (Bryan Ferry) e Woman In Chains (Tears For Fears). Para ouvir um bocadinho de cada, é favor clicar aqui e depois no álbum Tony Hadley.

Seguiu-se um álbum ao vivo chamado Obsession (2000) e ainda no mesmo ano, lançou Debut, um duplo que apresenta a sua primeira prestação a solo na alemanha. A sua actividade musical tem-se estendido à música de dança, em colaborações com vários Djs. De igual modo, mantém uma actividade ao vivo bastante assídua, sendo que John Keeble, o baterista dos Spandau, faz parte da sua banda actual. Em 2004 e 2005 lançou os registos CD/DVD das digressões que efectuou com os Go West e Martin Fry (ABC) respectivamente.

Hadley já visitou o nosso país por mais do que uma vez, mas quem tiver vontade de o revisitar ao vivo e estiver para os lados de Espanha pode assistir a um dos concertos da digressão espanhola que vai juntar Tony Hadley, Go West, ABC e Paul Young. As datas e as cidades confirmadas (há outras por confirmar) são as seguintes:
30 de Junho - Pavilhão Olímpico de Badalona (Barcelona)
1 de Julho - Múrcia
4 de Julho - Alicante
5 de Julho - Valencia
7 de Julho - Madrid

"Se eu fosse um Duran..." era JOHN TAYLOR



Eu tinha um palpite que o John Taylor acabaria por ser eleito como o membro dos Duran Duran no qual não nos importaríamos de reencarnar numa futura existência. E só encontro uma razão para tal resultado: AS GAJAS! ELE CONTROLA AS GAJAS TODAS! O motivo é um bom motivo, não haja dúvida. É curioso que o primeiro lugar andou durante muito tempo bastante incerto, com mudanças constantes, mas foi a partir do concerto no Coliseu dos Recreios que John Taylor "se chegou à frente" e Nick Rhodes abandonou a luta pelo primeiro lugar. Haverá alguma relação?

Esta sondagem serviu também para confirmarmos o fosso existente entre John Taylor, Simon Le Bon e Nick Rhodes e os outros dois. Quase que me atreveria a dizer que Roger e Andy seriam perfeitamente dispensáveis, mas não o digo por receio de represálias das facções mais duras dos Duranies. Há clubes de fãs com quem nos podemos meter, mas não com os Duranies, que são uns durões.

Muito obrigado pelas participação (241 votos!) e aqui fica a classificação final:

1. John Taylor - 33% (80 votos)
2. Simon Le Bon - 31% (75)
3. Nick Rhodes - 25% (61)
4. Roger Taylor - 6% (15)
5. Andy Taylor - 4% (10)