sábado, outubro 15, 2011

CHRIS DE BURGH (63)

Os fãs de Chris de Burgh vão ter de me desculpar, mas a produção musical deste irlandês pouco ou nada contribui para a minha felicidade. E o pouco que existe ali de relevante será o facto de, em 1986, me ter proporcionado um slow monumental, com uma menina monumental, ao som de The Lady In Red, numa matiné da extinta Crazy Nights, algures em Lisboa. Tudo o que for para além disto em Chris de Burgh é para mim um autêntico deserto musical, apesar do sucesso que os álbuns Into The Light (1986) e Flying Colours (1988) tiveram. Quando falamos da sua produção familiar, aí o caso muda de figura, uma vez que este homem foi capaz de pôr no mundo (juntamente com a sua esposa, claro) Rosanna Davison, coroada Miss Mundo em 2003. Este facto encheu de orgulho o papá e a mamã. Quanto a Chris, vão longe os tempos áureos dos tops de vendas, apesar de continuar a editar com alguma regularidade. Hoje, completa 63 anos. Parabéns!

1 comentário:

Anónimo disse...

Somente uma correção... Christ de Burgh é Argentino...

http://pt.wikipedia.org/wiki/Chris_de_Burgh

E eu acho que ele tem, sim, boas musicas alem do Lady in Red...

Olha so:
The Lady in Red (1986 - #1)
Missing You (1988 - #3)
Fatal Hesitation (1986 - #44)

Porem é minha opinião pessoal somente!

Valeu!

PD: Parabens pelo blog!