domingo, setembro 28, 2008

Novo teledisco: ERIC CLAPTON - It's In The Way That You USe It


A morte de Paul Newman resgata The Color Of Money, filme que lhe trouxe o Oscar para Melhor Actor Principal. Contando ainda com Tom Cruise e Mary Elisabeth Mastrantonio, The Color Of Money é um dos grandes filmes de Martin Scorcese (ele terá filmes menores?). A canção principal da banda sonora é o novo teledisco que se apresenta na barra lateral: Eric Clapton, It's In The Way That You Use It. Realizado por Oley Sassone, este é o típico teledisco de banda sonora para cinema, apresentando o artista intercalado com cenas do filme. É bom recordar The Color Of Money. É bom recordar Paul Newman.

JENNIFER RUSH (48)

´Cause I'm your lady and you are my man (Porque eu sou a tua moça e tu és o meu gajo) é provavelmente uma das frases mais conhecidas da música-para-constituir-família que os anos 80 nos deixaram. Sem querer agora avaliar a eficácia da canção para tão nobre objectivo, importa dizer que, quando saiu, em 1985, The Power Of Love tornou-se rapidamente no single mais vendido de sempre de uma cantora a solo na história da indústria discográfica britânica. Teve direito a figurar no livro dos recordes e tudo, e só em 1992 foi destronado por uma tal Whitney Houston (I Will Always Love You). A importância desta canção pode ser ainda atestada através das muitas versões gravadas por outros artistas. Os Air Supply tiveram a distinta lata de a gravar ainda no mesmo ano do lançamento do original, tendo, obviamente, a preocupação de alterar os pronomes pessoais no refrão (o mesmo fez Michael Crawford na sua versão de 1993). Dois anos mais tarde foi a vez de Laura Branigan se aventurar e, em 1994, Celine Dion gravou ela mesma uma versão da canção que obteve muito sucesso por todo o mundo. O mais engraçado no meio disto tudo (e que acaba por não ter piada nenhuma) é que consegui chegar ao fim do texto sem referir o nome da mulher que compôs e deu voz a esta balada (cujo teledisco já passou pela barra lateral). Chama-se Jennifer Rush e hoje faz 48 anos (o seu botox é mais recente). Parabéns!

JIM DIAMOND (55)

O homem de I Should Have Known Better faz hoje 55 anos e o Queridos Anos 80 não podia passar sem a justa referência a Jim Diamond, que passou pelos 80s com alguma notoriedade. Primeiro através da banda PhD e do tema I Won't Let You Down. Depois, com a balada já referida no início. E, finalmente, com Hi Ho Silver, o tema-título para a série Boon. Tudo o que há para saber sobre Diamond, aqui.

sexta-feira, setembro 26, 2008

Playlist temática: Dia Europeu das Línguas

No Dia Europeu das Línguas, para ouvir na radio.blog uma playlist de canções cantadas na língua materna de alguns países da Europa. Proponho uma espécie de inter-rail musical. Vamos aprender línguas?

1. Partimos de Portugal na companhia da Sétima Legião com o belíssimo Por Quem Não Esqueci. Um hino à saudade.

2. Atravessamos a fonteira e, aqui ao lado, ninguém melhor do que os La Frontera para nos delisiarem com El Límite, canção despudoradamente pop. Javier Andreu ao leme.

3. Atravessamos os Pirinéus e paramos em França, onde Desireless canta o melodioso e sempre dançável Voyage Voyage. Nem de propósito.

4. Antes de subirmos ao norte da Europa, fazemos um pequeno desvio até Itália, onde Francesco Napoli canta Balla Balla, um ícone do italo-disco, género que fez furor em muita pista de dança (e que não dava grande trabalho a misturar...)

5. Depois de Itália, a Alemanha ali tão perto (é só saltar por cima da Suiça ou da Áustria), onde vamos encontrar Nena e os seus 99 Luftballoons.

6. Finalmente, chegamos A Inglaterra, onde somos recebidos pelos Culture Club e o seu Do You Really Want To Hurt Me?

terça-feira, setembro 23, 2008

It's A Kind Of Magic (XIX)

Bruce Springsteen faz goje 59 anos e eu lembrei-me de Fire, o single que faz parte da minha colecção e que apresenta um magnífico registo da canção ao vivo. Esta música foi escrita pelo próprio Springsteen, mas esteve para ser entregue a Elvis Presley (sim, eles foram contemporâneos...). Outros acabaram por gravá-la, e foi só em 1987, aquando da edição de Live/1975-85, que o Boss decidiu editá-la em single. O vídeo que trago hoje aqui mostra Springsteen, Nils Lofgren e Danny Federici (o teclista que faleceu em Abril deste ano) em palco. A canção tem uma grande carga sexual implícita, facto que o Boss se encarrega de demonstrar. O vídeo que se segue é um momento mágico. Foi em 1987.



Momentos mágicos anteriores:
mike scott kim wilde wham milli vanilli bonjovi phil collins eurythmics new order duran duran bauhaus peter murphy band aid sabrina cure depeche mode sétima legião u2 classix nouveaux

domingo, setembro 21, 2008

toques free! toques free!

A sondagem para o melhor toque acabou com um empate entre Open Your Heart, dos Human League, e All Night Long, de Peter Murphy. Com o encerramento da sondagem, os toques deixam também de estar disponíveis para download. Obrigado a todos pela participação!

1º lugar: human league (open your heart) e peter murphy (all night long) - 8 (22%)
3º lugar: a flock of seagulls (wishing) - 6 (16%)
4º lugar: men without hats (safety dance) e propaganda (duel) - 5 (13%)
6º lugar: gazebo (i like chopin) - 4 (11%)

----------------------------------
Por falar em toques de telemóvel, os artistas estão a acordar para a quantia exorbitante que lhes está a passar ao lado dos bolsos. Enquanto as empresas de toques vão amealhando uma fortuna à custa de muito teenager inconsciente (e não só...), os artistas, aqueles que tornaram tudo possível não vêem cheta. Se cada um de nós fizesse o seu próprio toque de telemóvel, o mundo seria mais feliz, e Dave Stewart não teria de se preocupar. O meu toque é este, há já bastante tempo, mas o primeiro que fiz foi este. Hoje decidi fazer mais quatro e partilhá-los convosco. Quem quiser aproveitar, está à vontade, mas depois tem de dizer às pessoas que vão dizer "Ah, tens um toque tão giro!" que "foi o tarzanboy que fez". Estamos entendidos? Só mais uma coisita: escolham o vosso preferido e votem aqui ao lado na barra lateral. E agora, toca a a downloadar:

men without heads - safety dance
a flock of seagulls - wishing
propaganda - duel
the human league - open your heart
peter murphy - all night long
gazebo - i like chopin

...e para sms: tears for fears - shout

quinta-feira, setembro 18, 2008

Festa "I Love 80's" - Radio Bar - Sábado, 20/09

Quem já andava a ressacar por uma noite de regresso à década dourada da pop pode finalmente assegurar a sobrevivência para os próximos tempos. Ela aí está, no próximo sábado (20), no Radio Bar, a festa "I Love 80's", um evento que o Radio assegura mensalmente e que, desta vez, contará com a presença do tarzanboy, aquele gajo do blogue QA80, não sei se estão a ver. A missão é dura, mas não utópica: recuperar os grandes sons dos anos 80 para vos proporcionar uma noite intensa.

Para quem não conhece o Radio Bar, (fica junto ao edifício da Alfândega do Porto, na Rua de Miragaia), este é um bar também ele de inspiração retro, com vinis e outros artefactos a decorarem o espaço. Até sábado!

domingo, setembro 14, 2008

ZÉ PEDRO (52)

Falar dos Xutos & Pontapés é falar da maior banda portuguesa de sempre. Falar de Zé Pedro é falar de uma das personalidades mais carismáticas da nossa música. Não o vejo como uma estrela, mas antes como um homem simples que adora tocar guitarra em cima do palco. Eu, que já acompanhei os Xutos em cerca de meia centena de concertos, preservo esta imagem há 22 anos, quando os vi pela primeira vez ao vivo, no Teatro Universitário do Porto, em 1986. A história de Zé Pedro é a história dos Xutos, desde o ano longínquo de 1978 até presente. Trinta anos de rock, de comunhão com os fãs, de alegrias, por vezes de vida malvada. Zé Pedro é também um sobrevivente aos excessos que o mundo do rock por vezes coloca no caminho dos músicos. Hoje, Zé Pedro completa 52 anos. Parabéns!


sexta-feira, setembro 05, 2008

Sétima Legião - Glória (ao vivo)

Continuamos a saga Sétima Legião ao vivo no Pav. Carlos Lopes, em 1990, um concerto transmitido pela RTP2 que eu tive a feliz ideia de gravar em VHS. 18 anos depois, aqui está ele, aos bocadinhos... Acabei de adicionar à página do QA80 no You Tube o vídeo de Glória, o primeiro single do grupo, cuja letra é da autoria de Miguel Esteves Cardoso. Nesta actuação, a particularidade de Ricardo Camacho passar para a guitarra e Gabriel Gomes ocupar as teclas. O guitarrista convidado é Tiago Lopes. Grande momento! Senhores Ricardo, Rodrigo, Pedro e companhia, já editavam isto em DVD, não?


quinta-feira, setembro 04, 2008

It's a Kind of Magic (XVIII)

Há duas músicas de que não prescindo quando me falam da new wave britânica: Guilty e Never Again. Ambas são obras dos Classix Nouveaux, aquela banda cujo vocalista exibia orgulhosamente uma cabeça rapada, contrastando com os penteados que, naqueles tempos, se queriam extravagantes e multicoloridos. Para além disso, Sal Solo, assim se chamava (e chama) o senhor, era dono de uma voz ímpar, capaz de ir dos mais graves ao agudos sem dificuldade. É isso que podemos observar em Never Again, nesta actuação ao vivo no programa Måndagsbörsen, da televisão sueca. O vídeo que se segue é um momento mágico. Foi em 1982.



Momentos mágicos anteriores:
mike scott kim wilde wham milli vanilli bonjovi phil collins eurythmics new order duran duran bauhaus peter murphy band aid sabrina cure depeche mode sétima legião u2

terça-feira, setembro 02, 2008

Duel (VIII): The Monroes vs. Red Box - FINALIZADO

Os Monroes venceram o duel com os Red Box por 1 voto. Como num jogo de andebol, a coisa andou equilibrada, mas no final, a dupla norueguesa levou a melhor por 19-18. Obrigado a todos pelo vosso voto. Ah, eu votei Red Box!

A rubrica duel regressa, na sua oitava edição, com um confronto que, para muitos de vocês, pode ser desinteressante, mas que, depois de uma audição atenta das músicas ali na radio.blog (barra lateral) se pode tornar assim um bocadito menos desinteressante, quiçá até, giro. O duelo que se apresenta opõe os Monroes, dupla norueguesa que teve em Cheerio e Sunday People os seus maiores sucessos, e os Red Box, dupla inglesa que ficou conhecida pelas músicas For America e Lean On Me. As semelhanças entre as duas duplas não vão além do facto de virem do norte da Europa e de mostrarem, na foto, os respectivos vocalistas com a mão no queixo. Vamos lá eleger os vossos preferidos. Para ouvir e votar, já aqui ao lado. Obrigado pela participação!