terça-feira, agosto 16, 2011

MADONNA (53)

Escrever sobre Madonna não é fácil. Longe de gerar consensos (e se os gerasse seria mau sinal, digo eu...), Madonna Louise Ciccone  marca de tal forma a década de oitenta (e as seguintes, já agora), que tudo o que eu puder dizer sobre ela saberá sempre a pouco. Não tenho dúvidas de que estamos perante a mulher mais influente na geração de adolescentes dos anos 80, a todos os níveis. OK, deixemos o cinema de lado, arte em que fracassou, acabando também por ser vítima de um tempo em que a indústria não poupava quem, vinda do meio musical, se atrevesse a pisar os mesmos caminhos de deusas sagradas como Meryll Streep, Jessica Lange ou Glenn Close. A sua influência desenhou-se, claro, na música que compôs, cantou e dançou, nas modas que impôs, nos estilos que criou, nas polémicas em que se envolveu. E a presença nas nossas vidas de consumidores de música (mesmo daqueles que nunca gostaram dela) foi tão determinante que, calculo, estaremos a falar dela daqui a 40 ou 50 anos, tal como hoje falamos dos Beatles e de Elvis Presley. Estarei a exagerar?

As minhas memórias de adolescente transportam-me para um concerto da Virgin Tour, que, salvo o erro, a RFM transmitiu em direto e que, na altura, foi gravado por uma prima minha que era fãzérrima da cantora (calculo que ainda seja). Naquele tempo, Madonna era tida para alguns como um fenómeno pop passageiro que o tempo se encarregaria de chutar para canto. Para mim, era apenas uma miúda que cantava Like A Virgin em lingerie num teledisco cheio de sugestões marotas, e Crazy For You, canção que dava muito jeito nas matinés das discotecas... Estávamos longe de imaginar sequer que, passados mais de 25 anos, esta senhora estaria no topo, intocável, e imune às teen-idols do nosso tempo...

Hoje, a Raínha da Pop completa 53 anos. Eu disse 53?

Em Outubro de 2004, o QA80 realizou uma sondagem sobre a melhor canção de Madonna, no período dos anos 80. Os resultados podem ser vistos aqui. O meu voto foi para Live To Tell.

2 comentários:

memyselfandi disse...

Tu disseste 52?!?!?! :)

Maria disse...

É verdade!
Quem diria...!?